Resenha: O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel — J.R.R. Tolkien

Título Original: The Lord of the Rings: The Fellowship of the Ring
Autor: J.R.R. Tolkien
Editora: WMF Martins Fontes
Páginas:
464
Lançamento:
2002
Onde comprar: Buscapé 

Sinopse:

Numa cidadezinha indolente do Condado, um jovem hobbit é encarregado de uma imensa tarefa. Deve empreender uma perigosa viagem através da Terra-média até as Fendas da Perdição, e lá destruir o Anel do Poder - a única coisa que impede o domínio maléfico do Senhor do Escuro.

A Sociedade do Anel é a primeira parte da grande obra de ficção fantástica de J. R. R. Tolkien, O Senhor dos Anéis. É impossível transmitir ao novo leitor todas as qualidades e o alcance do livro. Alternadamente cômica, singela, épica, monstruosa e diabólica, a narrativa desenvolve-se em meio a inúmeras mudanças de cenários e de personagens, num mundo imaginário absolutamente convincente em seus detalhes. Nas palavras do romancista Richard Hughes, quando à amplitude imaginativa, a obra praticamente não tem paralelos e é quase igualmente notável na sua vividez e na habilidade narrativa, que mantêm o leitor preso página após página. 

Opinião:
Essa é uma resenha complicada de se fazer, pois é um livro muito amplo, magnífico, e por mais que seja apenas a primeira parte de uma trilogia, há inúmeros detalhes minuciosos, coisas fantásticas e uma filosofia envolvida... Mas vou comentar e tentar passar um pouco do meu amor tolkiniano.

Três anéis para os Reis-Elfos sob este céu,
Sete para os Senhores- Anões em seus rochosos corredores,
Nove para Homens Mortais, fadados ao eterno sono,
Um para o Senhor do Escuro em seu escuro trono
Na Terra de Mordor onde as Sombras se deitam.
Um anel para a todos governar,
Um anel para encontrá-los,
Um anel para a todos trazer e na escuridão aprisioná-los
Na Terra de Mordor onde as sombras se deitam.

A Terra Média é um lugar que me fascina! Tive meu primeiro contato com esse mundo fantástico ainda na infância por meio dos filmes que assisti inúmeras vezes (eu só tinha o terceiro filme, e via ele e amava, só depois descobri os outros, alguns meses ou anos depois haha). Já em janeiro de 2014, li o livro O Hobbit, e essa paixão só aumentou: os pequeninos Hobbits, o mago Gandalf, os anões, o dragão Smaug, todos eles e outros seres numa excelente narrativa, só me fez gostar ainda mais. Após a leitura, e já tendo Tolkien como um dos meus autores favoritos, assisti aos três filmes baseados no livro, e por mais que tenham sido um pouco exagerados, eu gostei de poder ver um pouco mais da tão fantástica Terra Média nas telas.

No final do ano passado comprei vários livros do autor, dentre eles a trilogia de O Senhor dos Anéis e uma das minhas metas para 2015 era ler toda a trilogia, porém só consegui ler o primeiro livro até o momento: A Sociedade do Anel, onde tudo começa. Da vida dos Hobbits no Condado, onde a jornada se inicia... passando por Valfenda, a terra dos Elfos, onde a Sociedade é formada por quatro hobbits, dois homens, um anão, um elfo e o mago Gandalf... eles partem com um propósito: dar fim ao mal que tem a forma de um anel (um anel cobiçado por todos e que já gerou guerras e perdição) ...

Na jornada no primeiro livro, a sociedade atravessa florestas, montanhas, minas nas profundezas da terra onde encontram muitos perigos, atravessam a terra de Lothlórien onde conhecem a Senhora Galadriel e por fim desembocam nas Cataratas de Emyr Muil, onde a Sociedade se desfaz... Os perigos são muitos, mas eles têm que vencer o Inimigo, O Senhor do Escuro, e destruir o anel no fogo das Montanhas da Perdição. Essa jornada ainda está longe de terminar...

O livro traz uma bagagem cheia de aventuras, de bem e de mal. Por mais que tenha assistido os filmes muitas vezes antes de ter lido o livro, ainda me surpreendi com algumas coisas, o filme, por mais que muito bem feito e um tanto fiel ao livro, mudou alguns acontecimentos e passagens, alguns capítulos foram inteiramente retirados das Adaptações, que não comprometeram, mas que se tivessem sido gravadas, agradariam muito mais do que já agradam. Há alguns personagens e fatos inteiramente "novos"(para mim) nos livros, como foi o caso do Tom Bombadil que é um senhor de muita sabedoria e de grande ajuda quando os hobbits estão fugindo dos cavaleiros Negros. A cronologia do filme também acaba sendo menor que a do livro, pois enquanto no livro eles demoram semanas e meses para chegar em determinados pontos, no filme parece que acontecem em alguns dias.
Mapa da Terra Média
Ainda tentarei ler o segundo livro As Duas Torres ainda esse ano, mas se não o fizer, em breve o farei e a resenha vai sair aqui com certeza. Esse livro, obviamente recebe
Deixem ai nos comentários o que o livro ou os filmes são para vocês, se eles te influenciaram para adentrar no mundo da fantasia como foi para mim, comentem tudo!!!

DICA: Leiam ouvindo a trilha sonora do filme, vai dar um clima bem fantástico na leitura (podem ouvi-la aqui).

10 comentários

  1. Oi!
    Eu li O Hobbit por indicação de um amigo há um tempo e logo depois quis ler Senhor dos Anéis, mas dizem que a linguagem é um pouco difícil então fiquei com preguiça, mas não podemos negar que o universo que Tolkien criou é mais do que maravilhoso.
    Beijo.

    Choque Literário

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Luiza, engana quem diz que a linguagem de O Senhor dos Aneis é mais difícil, eu achei muito parecida com a de O Hobbit, a única coisa diferente, é que são mais lugares, mais personagens, e mais páginas, mas são deliciosas de se ler. Já livros como O Silmarilion e outros lançados posteriormente são ditos mais difíceis, mas não posso dizer pois ainda não os li.

      Bjs

      Excluir
  2. O livro é um dos melhores que já li também, o que mais me marcou com certeza foi a superação de limites que são "aparantemente" atribuidos aos hobbits e a amizade entre Sam e Frodo.

    Minha frase favorita do livro:
    Sam: "Não se vá senhor Frodo, não vá onde eu não possa segui-lo".

    Ótimo post, um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito Obrigado Vitor,
      Também gosto da amizade dos personagens, a ligação que eles possuem e a lealdade de Sam a Frodo é algo a se destacar.

      Abraços

      Excluir
  3. Olá Matheus!
    Ai que resenha linda! Tb fiquei encantada com a leitura. Um dos meus favoritos <3
    Bjs

    EntreLinhas Fantásticas | SORTEIO 250 SEGUIDORES! NOS SIGA E PARTICIPE :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Thalita, fico feliz pelo comentário.
      Não tem como favoritar...
      Bjs

      Excluir
  4. Eu gostei mais de O Hobbit do que deste início da trilogia do anel, pois as cenas de ação me prenderam mais.

    bomlivro1811.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. olá Maurilei,
      realmente O Hobbit é mais enxuto e portanto mais ágil e faz fluir melhor, mas em ambos os casos somos inundados com uma fantástica aventura, são livros ótimos.

      Abraços

      Excluir
  5. Tolkien tem como característica ser muito detalhista, por isso o leitor precisa ter um pouco mais de paciência com os livros.

    Porém é uma leitura ótima! Vale muito a pena conhecer este universo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Isadora, ainda não peguei o segundo livro para ler, mas pretendo o fazer ainda esse ano.

      Abraços

      Excluir

Topo