Resenha: Um Brinde de Cianureto — Agatha Christie

Título: Um Brinde de Cianureto
Título Original: Sparkling Cyanide 
Autor: Agatha Christie
Editora: L&PM Pocket
Páginas: 253
Lançamento: 2010
Onde comprar: Buscapé

Sinopse:

O luxuoso restaurante Luxembourg é o lugar escolhido para comemorar o aniversário da linda e elegante Rosemary Barton. Entre os seis convidados, encontram-se pessoas próximas, mas que não necessariamente querem o seu bem. Mesmo assim, ninguém poderia prever o desfecho da noite: Rosemary morre subitamente após ingerir uma taça de champagne com cianureto. Tudo indica que foi um suicídio...

Em um inusitado jogo literário, a rainha do suspense dá a cada um dos personagens a chance de contar sua versão daquele dia, levantando suspeitas que podem colocar em xeque a razão da morte de Rosemary.
"Agatha Christie contou esta história tão habilmente que o desenlace será um surpresa para nove entre cada dez leitores."
The New York Times

"Um insight psicológico sem igual."
Times Literary Supplement
Opinião:

O livro se inicia com a morte de Rosemary por envenenamento, tudo indica que ela cometeu suicídio, mas há quem pense que foi um homicídio e toda a história vai se desenvolvendo... os primeiros capítulos narram a visão dos personagens presentes no aniversário, onde falam da morte dela e soltam aos poucos algumas informações que nos fazem crer que qualquer um poderia tê-la matado. Passado cerca de um ano de sua morte e devido a alguns outros acontecimentos, o Coronel Race entra na história para investigar o possível assassinato. Não posso dizer nada mais do enredo porque os spoilers, com toda certeza, virão juntos.
“Sim, ela compreendera. Não havia como afastar por muito mais tempo a recordação daquela cena. Precisava se lembrar de tudo. A música, o toque dos tambores, as luzes baças, a apresentação, as luzes acesas outra vez e Rosemary estendida sobre a mesa, a face azul e convulsa. ” — Pág. 39
Enfim terminei de ler esse livro, digo que foi difícil, iniciei a leitura em fevereiro, mas só conclui em julho, o livro é pequeno, mas a história se dissolvia tão lentamente que não me encorajava terminar. Então esqueci o livro por um tempo, na página 100 mais ou menos, e fui ler outros livros. Na Maratona de Inverno, dei continuidade. No começo ainda estava bem devagar e isso se estendeu por, pelo menos, mais umas 50 páginas, e só nas últimas 100 ou 80, quando a investigação se inicia, é que a história se engrena, dá um salto e melhora consideravelmente.

Realmente o final fez com que eu mudasse minha opinião sobre o livro. Eu nunca havia lido nada da Agatha Christie, ganhei um box com cinco livros dela em edição de bolso, e resolvi começar por esse livro em específico, primeiro, porque queria conhecer alguma obra da tão aclamada Rainha do Suspense, e segundo, porque a capa era a mais bonita do box. No começo, jurava que na hora que terminasse a leitura daria no máximo 3 estrelas, pois a história não havia me agradado tanto e a escrita, por mais engenhosa e bem escrita que é, tem traços e termos utilizados nos romances do início do século passado, e isso não me agrada muito. Porém, quando terminei, conclui que Agatha Christie realmente faz jus ao seu título, porque ela elaborou a trama de uma maneira que eu não consegui ter nem ideia do desfecho.

Achei a escrita da autora muito parecida com a de Sir Arthur Conan Doyle, autor dos romances e contos com o detetive Sherlock Holmes. Considero que, se essa história fosse um pouco mais enxuta no início, ela seria bem melhor. Pretendo futuramente ler outros livros da autora, pois ela escreveu muitos e certamente esse não é um dos seus melhores escritos. Espero gostar mais ainda de seus desfechos e personagens.

A edição lida, é da Editora L&PM Pocket. Por mais que não gosto muito das edições de bolso, essa não é das piores, as folhas são brancas, mas não são transparentes, a capa não possui orelhas, mas não é tão frágil. A diagramação e o tamanho da fonte são bons e não atrapalham em nada a leitura. Levando-se em conta tudo o que falei, acho justo que esse livro receba
Comente aqui em baixo se você já leu ou não algum livro da Agatha Christie, e o que achou. Gostaria de indicações dos melhores que já leram dela. Obrigado!

6 comentários

  1. Li alguns livros da autora e o que mais gostei até agora foi O Caso dos Dez Negrinhos, que se encontra entre os melhores livros que li do gênero até agora.

    bomlivro1811.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já está na minha lista, quando for possível, irei lê-lo. Obrigado Maurilei.

      Excluir
  2. Nunca tinha visto ninguém que não tenha gostado,de um livro da Ágatha :)
    Eu estou com 4 livros dela aqui,mas,ainda não pude ler.Eu comprei esses dias o primeiro livro lançado por ela,e quero ler os livros na ordem,apesar de eu saber que vai ser bem complicado,devido a quantidade de livros que ela publicou.

    Um,abraço! :)

    www.estante861.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal Anice, vai ser bem trabalhoso, mas vc terá um resultado gratificante, eu acho. Boa Sorte! Abraços

      Excluir
  3. Este é o primeiro livro de autoria dela que leio e, confesso, achei muito bom!
    Jamais imaginei que Lessing o mataria, visto que ela era perdidamente apaixonada por ele.
    A autora conduziu muito bem a história, de modo que fiquei surpresa ao saber do desfecho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Vanessa, cuidado com o SPOILER! hehe
      Realmente o desfecho surpreende e faz livro ficar bem melhor.
      Estou para ler mais um livro dela em breve, espero gostar.
      Abraços

      Excluir

Topo